Josy, uma valente mulher

Era uma vez, uma mulher chamada Josy, que não temia nada. Tinha coragem para falar fortemente com homens sem temê-los, se um homem aumentasse seu tom de voz diante de Josy, ela o daria por cima com respostas bem afiadas que o faria repensar seus atos e permanecer em silêncio. Defendia aqueles que não tinham voz e eram justos, aquela mulher ia a luta, porém, em vez armadura e espada, Josy usava sapatos de salto scarpin, calças de alfaiataria e camisetas de mangas e gola baixa. Trabalhava em uma empresa de rede elétrica em sua cidade que até então, estava sendo criticada por toda a população pelos rumos que a empresa estava tomando, tendo que cobrar muito mais nas contas de energia das pessoas do que em média é cobrado. Isso está acontecendo porque a empresa está em crise porque seu cofre mais precioso e secreto foi roubado, sem garantias para pegar um empréstimo tiveram que recorrer ao povo, o que não lhes agradou tanto e gerou uma grande discussão. Mas a pergunta que fica é: Quem poderia ter assaltado o cofre mais seguro de toda a região?

Tem pessoas que já teorizam que foi apenas uma tática da empresa de arrancar mais dinheiro das pessoas, já outros pensam que foi apenas uma má sorte na segurança do cofre no momento, outros ainda pensam que isso foi mais um assalto planejado pelos interpretes do seriado de TV La Casa de Papel. Mas tem uma pessoa que pensa diferente de todos e fará de tudo para resolver esse caso quanto antes possível, essa pessoa é Josy.

Josy tem um senso de justiça inigualável, que assim que sente que alguém está sendo julgado injustamente, ela vai lá e defende essa pessoa com unhas e dentes, Josy também sabe quando uma pessoa está falando a verdade. Portanto, assim que soube do assalto ao cofre ela se prontificou para investigar essa situação antes de levarem o caso para a polícia que, por falta de informações provavelmente findaria em um arquivamento do caso, mas Josy não se sentiria bem caso isso ocorresse então optou por resolver a situação por conta própria sem a ajuda de ninguém. A começar por passar uma noite junto ao cofre esperando para ver se o assaltante voltaria para lá, já que eles sempre voltam para a cena do crime depois de tê-lo cometido e então Josy esperou, esperou e esperou, até que quando estava quase despencando de sono lá, ela ouve um barulho vindo de fora da sala em que se encontrava junto ao cofre, ela por sua vez sai em disparada na direção do barulho, obviamente ela não consegue pegar o ladrão com essa corrida descontrolada, porém ele acaba por deixar cair algo em sua fuga, um bracelete, cheio de pedrinhas cor-de-rosa, o que faz Josy chegar a uma conclusão: o ladrão é uma mulher!

No dia seguinte de trabalho após ter encontrado o bracelete, Josy vai cumprimentar sua grande amiga e chefe de seu departamento Scheila.

— Bom dia Josy! Então, como fui sua caçada ao nosso criminoso na noite passada? —  perguntou curiosa pela resposta da amiga.

— Criminosa, você quis dizer, né? — corrigiu delicadamente

—  O que? Então quer dizer que a pessoa responsável por ter dobrado nosso trabalho e diminuído nosso salário é uma mulher? —  pergunta indignada, e recebe apenas uma balançada de cabeça de Josy afirmando o que acabou de dizer —  Bem, agora preciso voltar a trabalhar e tentar afastar esse pensamento chocante! Aliás, você por acaso teria viso minha pulseira de berloques? Eu não a vejo desde ontem e o último lugar que me lembro de tê-la visto foi aqui —  Scheila recebe apenas uma resposta negativa de Josy —  Até o horário de intervalo e não se esqueça da reunião mais tarde com o seu Ossinio! — diz se referindo ao CEO da empresa e já se afastando.

Assim que Scheila se afasta Josy fica pensativa, será que foi sua amiga Scheila? Mas por que ela faria isso? Claro que ela é sua amiga, mas nesse momento não se pode confiar em ninguém.

Uma semana se passa e Josy não correr de uma vez para cima da ladra misteriosa em todas as noites em que passou em claro ao lado do cofre, a cada noite, ela foi estudando o perfil da mulher. Descobriu já que é uma de porte atlético, pois conseguiu em uma noite levantar um grande peso que impedia a porta de uma das salas e entrou de forma fácil e rápida na sala, descobriu que ela também trabalha na empresa ou tem algum cúmplice que trabalha na empresa pois consegue abrir vários lugares de facilmente como quem tivesse o passe livre que todos os funcionários de lá tem, ainda descobriu que, além de vaidosa, a ladra não passa por necessidades financeiras, pois pesquisando mais afundo sobre o bracelete, descobriu que ele é lançamento em uma famosa marca de joias originais, que certamente não deve custar pouco, o que desponta curiodade então é: se essa ladra não precisa desse dinheiro, então por que ela o roubou?

Nessa mesma semana, Josy recebe uma ordem de seu chefe supremo, seu Ossinio, para que ela resolva o caso até as próximas 24 horas, caso contrario, ele encerraria com ela e levaria o caso para a policia independente do que eles fizessem. Josy ficou apreensiva sem saber o que fazer, até que sente seu ombro sendo tocado em forma de conforto por alguém, quando ela se vira, vê que lá estão quase todos os seus colegas de trabalho com sorrisos solidários e suas faces.

— Nós iremos te ajudar, Josy! Depois de tudo que fez por todos nós, te devemos essa. Nesse momento, Josy parecia que estava prestes a chorar, mas logo se recompôs.

— Então vamos logo, não temos tempo a perder! — anunciou e logo os juntou em um semi-circulo para então contar para eles como será o plano, quais serão os grupos e quem ficará encarregado de cada tarefa, uma grande noite estava por vir.

Tempo passado e todos foram para as suas casas para se prepararem para entrar em ação, Josy, no entanto, não pregou o olho por nenhum momento enquanto esperava os outros. Assim que retornaram, foram cada um direto para seus postos, estava tudo pronto para a chegada da ladra.

Horas se passaram e nada, Josy perguntava todo o tempo se alguém havia visto ou escutado algo diferente, após mais uma confirmação de todos da sua equipe que nada de diferente havia ocorrido, ela se permitiu dar um longo suspiro, e é nesse momento que a ladra decide ataca-la por trás, a imobilizando e deixando incapaz tanto de se defender quanto de atacar, porém em um momento de desleixo por parte da ladra, Josy consegue se desvencilhar dos braços da ladra, se pondo assim de frente e tendo visão apenas de uma mulher coberta de preto da cabeça aos pés, sendo impossível de identificar a não ser que se aproxime, e foi o que ocorreu em seguida, Josy avançou na ladra entrando em uma luta corpo-a-corpo. Após alguns momentos, ambas se sentem cansadas porém não se rendem, até que como se o céu tivesse ouvido as preces de Josy por ajuda, dois rapazes de sua equipe que se encontravam do lado de fora da sala em que as duas estão entram no cômodo e se apressam para tirar a mulher de cima de Josy, que sente um grande alívio assim que não sente mais o peso dela de cima de si, também empolgada em descobrir logo quem é a pessoa que vem tirando seu sono há muitos dias. Após enviar o recado a todos os outros da equipe por meio dos walkie-talkies e sem aguentar esperar mais a confirmação de mais ninguém, ela mesma arranca a máscara da pessoa e dá de cara com Scheila, sua melhor amiga.

—SCHEILA?! —questionam todos muito surpreendidos ao ver o rosto envergonhado da colega.

— Me desculpa gente, eu não fiz por mal —começou a falar, mas logo se pôs a chorar com um remorso nítido na face.

— Por que você fez isso? —pergunta Josy logo de uma vez..

—Fiz isso para chamar atenção do seu Ossinio, pensei que com algo dessa proporção ele finalmente reparasse em mim — respondeu ainda um pouco determinada.

—Espera, então quer dizer que você está apaixonada pelo Ossinio? — pergunta uma voz ao fundo .

— Não, nada disso! Fiz isso na intenção de chamar sua atenção para poder então notar o meu potencial como funcionária e talvez subir meu cargo. — explicou já mais calma.

— Mas como você imaginou que ele te notaria ROUBANDO o cofre de sua própria em presa? Pergunta Josy indignada por ter realmente desmascarado sua própria amiga.

— Eu ,obviamente, roubaria o cofre, deixaria um tempo passar até o estresse começar a perturbar os planos da empresa, para então “encontrar” o dinheiro e salvar todos da falência, Ossinio teria uma eterna gratidão a mim, até que você decidiu mudar meus planos e quis resolver o caso, todas essas noites eu vinha devolver o dinheiro, mas você sempre estava aqui, pronta me pegar e eu não podia deixar isso acontecer, ou então, você levaria o credito por tudo que eu fiz.

— Assim como você uma vez pegou meu texto que fiz para a propaganda da empresa e o enviou para Ossinio como se fosse seu? Bem, isso se chama plágio e é CRIME, assim como o que fez durante essas semanas e principalmente essa noite, você quase me matou!

— Me desculpa por isso, só não me deixa ir para a cadeia — implora Scheila se pondo

de joelhos.

— Infelizmente terei de fazer isso querida, alguém chama a policia para mim, por favor? Ainda tenho muito o que conversar com Scheila — anuncia Josy, com um tom mais serio quando se dirige a Scheila.

Passaram algumas horar e Scheila foi finalmente presa numa cadeia na qual levará muito tempo para sair de lá. Esse tempo todo em que a policia não chegava, Josy tentava tirar de Scheila onde ela havia colocado o dinheiro, o que foi algo bem facilo de recuperar. Dois dias depois Josy chega com um grande sorriso no rosto e um caminhão trazendo todo o precioso dinheiro da empresa de volta para seu devido lugar. Ossinio se sentindo tão grato e orgulhoso de sua funcionaria Josy resolveu dar-lhe uma merecida promoção e alguns dias de folga para poder finalmente repor todo o sono que perdeu durante esses dias, estes com certeza foram dias de luta e dias de glória para Josy, uma valente mulher.

 Aluna: E.K.V.G.9

Sobre elianedmelo2

Professora de Língua Portuguesa com mestrado em Ciências da Educação. Nascida em 7 de julho, em Campos dos Goytacazes,Rio de Janeiro. Atualmente, morando em Roraima.Diretora do CEFORR ( Centro Estadual de Formação dos profissionais da Educação) em 2015, 2016,2017, Consultora técnica da UNIVIRR ( Universidade Virtual de Roraima) em 2017 e 2018. Atualmente, professora de língua portuguesa no Colégio Militar Estadual Cel. PM Derly Luiz Vieira Borges.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para

  1. A mensagem que o texto nos passa é muito importante , pois nas refletir sobre nossos pensamentos e atitudes.

  2. A mensagem que o texto nos passa é muito importante, pois nos leva a refletir sobre nossos pensamentos e atitudes.

  3. Ádria Carvalho Monteiro 9ºB disse:

    Título: Josy, uma valente mulher
    Aluna: Ádria Monteiro 9ºB
    Gênero: Conto
    A história desse conto tem como personagem principal uma mulher empoderada chamada Josy, a história se passa em um cenário aonde a empresa que ela trabalha foi roubada, levando o cofre mais precioso que empresa tinha, Josy então resolve descobrir quem tinha roubando o mesmo. Ela passava todas as noites em claro tentando descobrir o ladrão, em uma certa noite descobre que esse ladrão na verdade era uma ladra, mas não consegue desvendar sua identidade. Ao longo da história Josy acaba desconfiando de sua amiga de trabalho, pois havia muitas evidências apontadas para ela, mas acaba deixando de lado, pois afinal confiava em sua amiga. Com o prazo dado do chefe da empresa para Josy descobrir “a pessoa misteriosa” acabando, os amigos de trabalho resolvem ajudar ela com o caso. Depois de muitos panejamentos, eles conseguem pegar e desvendar a identidade da ladra, que se revela ser a amiga de Josy, a qual sempre desconfiou. No final tudo ocorre bem e a ladra acaba presa.
    Minha opinião: O texto é muito interessante e divertido de se ler, a história faz com que o leitor fique preso nela querendo saber o que irá acontecer no final, gostei bastante.

  4. Isabela Batista Lima disse:

    Acho magnífico o quanto nós mulheres somos determinadas, às vezes quando tudo parece estar perdido, encontramos forças onde nem achamos que tínhamos.
    Isabela Lima 6 ano c.

  5. Luiz Guilherme Oliveira Silva 6 Ano B disse:

    A historia se baseia numa personagem mulher e muito empoderada.
    Mostra atividades basicas no dia a dia e um dia a empresa dela foi roubada e ela acaba desconfiando de sua amiga, mais ainda confiava nela. Com as provas reveladas em algum trecho do texto , ela descobre e sua amiga. O enredo da historia e muito criativo e acho que e isso que cativa.
    Luiz Guilherme 6 Ano b;

  6. Camila Silva do Nascimento disse:

    Título: Josy,uma mulher valente
    Achei uma história muito interessante,com muito suspense.A história retrata Josy tentando descobrir quem roubou o cofre mais valioso da empresa que lê ela trabalha, ela desconfia de uma amiga mas prefere não acreditar que seja ela, a história conta ela tenta descobrir quem foi o ladrão e se ela vai investigar a amiga.
    Gênero:Conto
    Aluna: Camila Silva do Nascimento 8° “b”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s